Hospital

hospital / noticias / noticia

AME da Unimar intensifica atendimento de pacientes em mutirão municipal

Publicado 01/11/2018 ás 11h00


O prefeito Daniel Alonso e a secretária municipal de saúde, Kátia Ferraz Santana, estiveram no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) da Unimar (Universidade de Marília), para acompanhar “in loco” como está o atendimento aos pacientes dentro do mutirão municipal de cirurgias eletivas pelo SUS (Sistema Único de Saúde) anunciado há alguns dias.

Kátia Santana destacou que o HBU (Hospital Beneficente Unimar) e a Santa Casa de Misericórdia, que estão habilitados para fazer as cirurgias, dispõe de estrutura muito boa, em condições de atender a demanda. “O Hospital da Unimar é excelente, têm equipe e estrutura muito boas para a proposta que temos de zerar com as filas. O HBU está realizando os procedimentos de cirurgia geral, pediátrico, ortopédica de média complexidade, vascular, urológica e uma gama bastante grande de especialidades”, ressaltou.

A secretaria relatou ainda que o mutirão está servindo para qualificar a fila de espera. “O mutirão está nos mostrando que o número de pessoas esperando por cirurgia não é real, porque às vezes os casos não são cirúrgicos, sendo encaminhadas para um atendimento clínico”, relatou.

Alonso ressaltou que é importante acompanhar de perto como está o atendimento, para verificar o que pode ser melhorado. “Nós conseguimos esse recurso e queremos zerar a fila até final de dezembro. Queremos agradecer todo empenho da equipe do HBU, que está trabalhando em dobro para zerarmos essa fila até o final do ano”, afirmou.

Durante a visita, o prefeito Alonso e a secretária Kátia puderam constatar alguns “equívocos” nos encaminhamentos. Pacientes que eram apenas casos clínicos estão sendo encaminhados para cirurgia. Segundo a superintendente da ABHU (Associação Beneficente Hospital Unimar), Márcia Mesquita Serva, isso acaba provocando algum atraso, pois é preciso chamar outras pessoas, que dependem das cirurgias.

“Hoje a gente passou um verdadeiro raio-x sobre como está o atendimento, apresentando ao prefeito Daniel Alonso e à secretária Kátia Santana o andamento das consultas. Um detalhe importante foi informado ao município, que diz respeito aos encaminhamentos. Abriu um número imenso de novas consultas e a gente está se deparando com a situação de que, muitos encaminhamentos das UBS (Unidades Básicas de Saúde), como procedimento cirúrgico, na verdade eles vêm, ou com erro de diagnóstico ou com encaminhamento cirúrgico, sem que seja de cirurgia”, relatou.

Segundo a diretora, essa intercorrência pode provocar um atraso no processo de atendimento do mutirão, prejudicando a campanha. Questionado sobre essa situação, Daniel Alonso relatou que o importante é que está sendo prestado o atendimento. “De uma maneira ou de outra, estamos zerando a fila e proporcionando um direcionamento aos pacientes”, relatou.

Kátia Santana apontou ainda que hoje o HBU está realizando 12 cirurgias eletivas pelo SUS (Sistema Único de Saúde). “Normalmente o hospital realizava quatro destas operações e agora está fazendo outras oito, somando 12 dentro do mutirão proposto pelo município. A gente espera que até o final do ano a gente tenha conseguido acabar com o gargalo destas cirurgias, inclusive de catarata”, explicou.


Curta / Siga-nos / Assine
  • Coipe esse link para o seu leitor de RSS

Rua: Dr. Próspero Cecílio Coimbra, 80 - Jardim São Gabriel (Cidade Universitária) - Marília - SP, CEP: 17525-160 - mais informações sobre localização

Fone: (14) 2105-4500