Hospital

hospital / noticias / noticia

HBU recebe atividade relativa ao Dia do Doador de Leite Humano

Publicado 24/05/2017 ás 21h39


O HBU (Hospital Beneficente Unimar) recebeu, na última sexta-feira (19) de manhã, a visita de doadoras de leite humano, em atividade alusiva ao Dia Internacional da Doação de Leite Humano, comemorado em 19 de maio e instituído pelo Ministério da Saúde, em conformidade com a Rede Global de Bancos de Leite Humano. Foi uma manhã de emoção para mães que aprenderam o valor do gesto de doar e famílias que dependem da atitude de uma pessoa, até então, desconhecida, para que bebês prematuros possam se alimentar. A primeira edição do café da manhã “Compartilhando amor: encontro de mães doadoras e receptoras de leite humano” foi realizada pelo Banco de Leite Humano, um serviço da Secretaria Municipal de Saúde de Marília.

O objetivo é difundir informação e aumentar o número de doadoras e melhorar a estrutura dos centros que atendem as mulheres, processam e distribuem o material. Em Marília, quatro hospitais internam bebês que precisam da doação: HMI (Hospital Materno Infantil), HBU e Santa Casa de Misericórdia. Nesta primeira edição do encontro de mães, a ação foi realizada no HBU. O presidente da comissão da saúde da Câmara Municipal, vereador Maurício Roberto, representou o Legislativo. A Secretaria Municipal da Saúde foi representada pela supervisora de projetos da pasta, Ednalva Neves Nascimento.

HISTÓRIAS / Mulheres como Jaqueline Rodrigues D"Ávila de Oliveira, 34 anos, mãe de Miguel, que nasceu prematuro, tiveram a chance de dizer “muito obrigado” para as voluntárias. “Se não fossem elas, não sei o que seria desses bebês. É um gesto de amor” disse a mãe.O leite que alimenta Miguel, às vésperas da saída da UTI, também alimenta Luigi, de dois meses. A mãe, Luciele Cristina Bulgarelli Gasparoto, de 36 anos, comemora a chegada do segundo filho e, mais uma vez, tornou-se doadora.

“Na minha outra gestação, quando a minha filha nasceu, eu precisei do Banco de Leite para me orientar sobre a amamentação porque a gente pode ter dificuldades, no começo. Elas me ajudaram e já me explicaram sobre a possibilidade de doação. Deus me deu a benção de gerar filhos com muita saúde, que nasceram com o tempo gestacional esperado, então eu tenho a alegria de colaborar”, disse Luciele.

O encontro envolveu ainda outras três doadoras e sete mães de neonatos, internados. Segundo a médica Daniele Carvalho Garbelini, coordenadora da UTI do HBU, elas passam em média 12 horas não hospital. A estimulação para que os bebês comecem a mamar na própria mãe começa ainda na internação. No caso de Jaqueline, Miguel está começando a reduzir a dependência do leite doado.

A supervisora do Banco de Leite de Marília, Sandra Domingues, lembra que inúmeras ações foram feitas na cidade, para marcar a data, como oficina com prática de aleitamento materno na USF (Unidade Saúde da Família) I e II de Padre Nóbrega, ações no sábado (13) - Dia ‘D’ nas campanhas de vacinação contra a gripe e prevenção ao câncer bucal – distribuição de material e difusão de informação na popular ilha da galeria Atenas e no Marília Shopping.

Mesmo com toda divulgação, até sexta-feira (19), o estoque de leite em Marília tinha apenas 10 litros. O banco encerrou o dia com 46 doadoras (o ideal seria 100) e 24 bebês internados. Do início do ano até quinta-feira (18), foram coletados 222,9 litros. Cada doadora pode alimentar até dez bebês, em média.

SERVIÇO / Mulheres que amamentam e observam a possibilidade da doação podem entrar em contato pelo telefone (14) 3413-8696. A equipe do Banco de Leite vai até a residência, dá instruções para a ordenha, condições de conservação e outras informações. O leite passa a ser recolhido semanalmente em casa.

O material coletado é examinado, classificado e pasteurizado, para a segurança dos bebês que serão atendidos. Além das moradoras de Marília e distritos, puérperas e nutrizes (após oito semanas do parto) também podem contribuir na região. Postos de coleta estão instalados em Garça, Pompéia (Indústria Jacto), Adamantina, Pacaembu, Lucélia, Ocauçu, Alvinlândia, Oriente, Quintana, Lupércio, Gália e Vera Cruz.

O ambulatório de aleitamento atende ainda mulheres com dificuldades na amamentação, provocadas por engorgitamento mamário (popularmente conhecido como peito empedrado), fissuras no seio (rachaduras), mastite, abcesso mamário, entre outras causas. O Banco de Leite funciona na rua XV de Novembro, 50, com atendimento ao público das 7h30 às 13h30.


Curta / Siga-nos / Assine
  • Coipe esse link para o seu leitor de RSS

Rua: Dr. Próspero Cecílio Coimbra, 80 - Jardim São Gabriel (Cidade Universitária) - Marília - SP, CEP: 17525-160 - mais informações sobre localização

Fone: (14) 2105-4500