Hospital

hospital / noticias / noticia

Julho Amarelo: o mês da prevenção às hepatites

Publicado 06/07/2015 ás 12h59


De acordo com o Ministério da Saúde, Sul e Sudeste são áreas mais afetadas

Por Lucas Esteves

Desde 2010, o dia 28 de julho é convencionado como o Dia Mundial do Combate às Hepatite Virais. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, entre 1999 e 2011, foram confirmados mais de 343 mil casos de hepatite viral em todo o Brasil. Embora a maior parte desses casos sejam de hepatite A, a ocorrência dos tipos C e, principalmente, B não fica muito atrás.

A hepatite é uma inflamação no fígado que é geralmente causada por infecções virais. Os modos de transmissão variam de acordo com o tipo (A, B, C, D ou E), mas incluem sexo sem proteção e práticas de injeção inseguras. Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), um braço da OMS (Organização Mundial de Saúde), a hepatite viral já é considerada o principal motivo de transplante de fígado em alguns países das Américas. Dados divulgados em 2013 já estimavam mais 8 milhões de pessoas infectadas pelo tipo B da doença e cerca de 7 milhões pelo tipo C.

Por muitas vezes nem apresentarem sintomas, as hepatites podem passar despercebidas, de modo que o paciente só descubra sua condição em estados mais avançados da doença. Nesses casos, a inflamação pode já ter evoluído para cirrose ou até mesmo câncer no fígado. Assim, a melhor forma de detecção precoce da doença é através de exames.

No Brasil, a vacina para a hepatite B já está disponível no SUS (Sistema Único de Saúde). Também já estão na rede os testes para a doença. O Hospital Beneficente Unimar já tem funcionários capacitados pela Secretaria Municipal da Saúde para a realização do exame nas gestantes atendidas pela maternidade. É importante, no entanto, que haja a conscientização da população. Por estar ligada à doenças sexualmente transmissíveis, ainda existe muita resistência das pessoas em procurar os centros de testagens. É importante que se entenda a importância do diagnóstico precoce desse tipo de doença e que a criação de um tabu em torno do assunto só afasta as pessoas da detecção e do tratamento no tempo certo. Em Marília, os testes para hepatite podem ser realizados no SAE (Serviço de Atendimento Especializado), localizado na Rua 7 de Setembro, 793. Os interessados em mais informações sobre os testes podem usar o telefone (14) 3451-2939.


Curta / Siga-nos / Assine
  • Coipe esse link para o seu leitor de RSS

Rua: Dr. Próspero Cecílio Coimbra, 80 - Jardim São Gabriel (Cidade Universitária) - Marília - SP, CEP: 17525-160 - mais informações sobre localização

Fone: (14) 2105-4500